Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Segurança Pública

Alterada em 16/05 às 19h54min

Jungmann divulga números da maior operação de segurança feita no país

Agência Brasil
Ao divulgar, nesta quarta-feira (16), os números da Operação Tiradentes II, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, elogiou o trabalho das forças de segurança envolvidas na ação, realizada no último fim de semana em todo o país. Participaram da operação, sexta-feira e sábado passados (11 e 12), policiais militares e bombeiros militares.  "São milhares de vidas salvas diariamente por bombeiros e policiais militares no Brasil, seja prevenindo assaltos, homicídios, acidentes e incêndios, ou mesmo agindo para minimizá-los", disse Jungmann, em vídeo divulgado pelo ministério.
Foram presas 4.981 pessoas, apreendidos 5,3 mil quilos de drogas e 532 armas de fogo e recuperados 902 veículos, em mais de 350 mil abordagens. Além disso, os bombeiros fizeram 4,6 mil atendimentos pré-hospitalares de complexidades diversas, combateram 1.179 incêndios de diferentes proporções e salvaram 1.362 pessoas.
"Esse é um atestado da capacidade de coordenação e articulação das nossas polícias. Essa operação também serviu para elevar o nível de integração, conseguir uma melhor articulação entre as inteligências e mostrar a capacidade das nossas polícias militares e corpos de bombeiros de estar do lado da população", afirmou o ministro.
Considerada a maior operação de segurança pública já realizada no Brasil, a Operação Tiradentes II foi coordenada pelo Conselho Nacional de Comandantes-Gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia