Porto Alegre, sexta-feira, 11 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Dono da empresa de refrigerantes Dolly é preso em SP e acusa a Coca-cola

O empresário Laerte Codonho, um dos sócios da companhia de refrigerantes Dolly, foi preso na quinta-feira (10), em São Paulo, após ser acusado de desviar R$ 4 bilhões. As investigações apontaram fraude fiscal estruturada, organização criminosa e lavagem de dinheiro na empresa de refrigerantes. Um dos maiores desvios foi em fraudes do INSS. A polícia o apreendeu em sua casa e o levou para o 77º Distrito Policial, na região central de São Paulo, onde o empresário segurou um cartaz com a frase "preso pela Coca-Cola". Procurada, a Coca-Cola Brasil disse que não comenta processos judiciais em que não esteja envolvida. A Dolly afirma, em nota, que a prisão de Codonho é injusta e que provará sua inocência. "A defesa recorrerá da decisão e confia na Justiça". A Dolly e a Coca-Cola estão envolvidas em disputas judiciais desde a década passada.
 

FOTO NELSON ANTOINE/FOLHAPRESS/DIVULGAÇÃO/JC