Porto Alegre, quinta-feira, 10 de maio de 2018.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Protestos estudantis no Chile são barrados com violência policial

As ruas de Santiago, no Chile, foram cenário de um forte conflito entre forças militares e manifestantes na terça-feira (9). Uma marcha organizada pelos alunos de escolas e universidades caminhava sentido ao centro da capital, quando se depararam com o batalhão das forças militares chilenas. Em declaração no Twitter, o organizador do evento declarou que a manifestação era pacifica até a chegada dos carabineiros (a polícia militar chilena) e dos caminhões de água, que teriam agido com violência para dispersar o protesto. O movimento começou em abril, quando um grupo de mulheres estudantes e docente das instituições públicas ocuparam escolas como forma de protesto a favor da educação sexual, contra abusos e assédios sexuais e por falta de estrutura dos estabelecimentos de ensino. Até agora já foram ocupadas 10 universidades públicas do Chile. 
 

FOTO CLAUDIO REYES/AFP/JC
10/05/2018 - 17h37min